quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Resenha: Polícias, Crimes e Criminosos - Samuel Antunes Teixeira


Título: Polícias, Crimes e Criminosos 
Autor: Samuel Antunes Teixeira
Páginas: 570
Ano: 2013
Idioma: Português de Portugal
Editora: Chiado Editora

Livro cedido pela editora

Estas são memórias dos 30 anos em que trabalhei na investigação de homicídios..
Em alguns poucos casos que tive que as complementar com alguma imaginação para preencher uma ou outra falha de memória. Em outros, também recorri à imaginação para conseguir uma abordagem mais ampla de temas fraturantes da nossa sociedade que determinados casos refletem. Fi-lo, porém, sempre com base em situações que fazem parte desta minha vivência,sem desvirtuar o sentido do real.
Não procurei uma estrutura uniforme na sua concepção, diversifiquei, e tentei fugir ao estilo "relatório de polícia, evitando descrições demasiado factuais, pormenorizadas ou técnicas sem, contudo, deixar de revelar aspectos do funcionamento da investigação criminal e da sua concretização processual.
Procurei retratar pessoas, ambientes e mentalidades, assim como manifestei a minha posição sobre temas polémicos que não representa, de modo nenhum, os investigadores da Polícia Judiciária. Sou voz, não sou porta-voz.

Samuel Antunues Teixeira nasceu em queijas no ano de 1949, iniciou como tipógrafo aos 13 anos. E neste livro, conta grande parte deste trabalho que durou cerca de 30 anos em diferentes cargos, e o último, porém não menos importante, foi o de investigador da Polícia Judiciária na seção de homicídios. Há enxertos de documentos e fotos que nos levam a entender melhor cada caso.
A coragem deve surgir naturalmente, como uma necessidade em situações limites. 
O livro já em sua terceira edição, é dividido em 5 capítulos, além de um prefácio, introdução e epílogo. Cada capítulo contém acontecimentos de determinada época, sendo que tais acontecimentos são um misto de histórias ocorridas ao longo das investigações, como casos em que ele trabalhou, juntamente com desabafos sobre tais casos e eventos de sua própria vida. 


Em cada capítulo é narrada uma época da vida do autor, e com ela os acontecimentos dentro da Polícia Judiciária. A vida do autor e os casos em que ele trabalhou estão intrinsecamente ligados. Para cada caso, seja ele de grande ou pequeno porte, o autor revela sua opinião e faz uma breve reflexão. Conta sobre suas primeiras experiências e como foram.
Fingia que tinha a situação controlada, mas estava a fazer um enorme esforço mental para dominar o medo.
Em alguns momentos, ele mostra decepção com o sistema judiciário de Portugal. E embora achássemos que era somente no Brasil que as coisas estavam ruins, vamos descobrido que em outros lugares do mundo também estão. 
A qualidade da justiça é definidora da qualidade de uma sociedade. Por isso a nossa é o que se vê. 
O autor também fala de política e reflete sobre sua situação atual e sobre os anos que passaram. Conta sobre movimentos ocorridos na época, tal qual o 25 de abril, momento importante para o povo de Portugal em que constituiu num movimento social que depôs o regime ditatorial e implantou a democracia.
Aqueles que já nasceram em liberdade não têm noção da sua importância. Eu próprio só conheci esse valor com o 25 de abril.

Fala também sobre o aborto e expõe sem escrúpulos sua opinião, dá nome àqueles que permitem que mulheres continuem a morrer. Aponta a igreja como maior das hipócritas.
 Já bastava o trauma de terem de fazer um aborto, para ainda terem de se submeter a exames médico-legais e a prestarem declarações como vulgares criminosas. [...] A igreja católica apresentava-se como sendo o maior travão para que esta lei fosse alterada. Enquanto se entretinham com filosofias inúteis, que só servem para exercícios de especulação intelectual, como por exemplo, saber se o embrião é, ou não, vida, havia mulheres a morrer, e muitas a ficarem com graves problemas de saúde.[...] A igreja sempre se caracterizou por ter duas faces, se por um lado foi geradora de valores civilizacionais em que assenta a nossa sociedade, por outro, alegando a sua defesa, praticou as maiores barbaridades da história da humanidade sem qualquer respeito pelo sofrimento e pela vida humana. 
 Por não acreditar em deus, pode ser que ele tenha criticado a Igreja Católica em demasia, embora sempre apresentando argumentos coerentes baseados em fatos.


O autor não escreve o livro como uma narrativa para que fiquemos intrigados, ele escreve para compartilhar conosco o que viu em 30 anos de investigação. Muitas vezes são homicídios por motivos torpes, em outros nem ficamos sabendo o motivo, já que ele também não teve conhecimento. 

Reflete sobre a situação do homem e da humanidade
Onde há homens, há problemas. 
É um livro que nos faz refletir sobre vários assuntos, que abre nossa mente para novas reflexões. É possível ver que não só o Brasil tem problemas, pois não são os países que possuem problemas, e sim as pessoas que os causam, e há pessoas em todo o lugar. 

Foi um livro fantástico de ler, a leitura fluía bem embora parecesse que eu nunca chegaria ao final desse calhamaço! Super recomendo este livro! E ai, o que acharam? Leriam este livro?

Comente com o Facebook:

22 comentários:

  1. Oi, achei a premissa do livro muito boa, fiquei interessado, gosto de livros que quando a gente acaba a leitura nos faz pensar sobre os nossos problemas reais.
    Abraços
    https://imaluado.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Me chamou atenção o fato dele escrever o livro como se fosse compartilhar o que viu tudo ao trabalhar na Polícia, penso que é um livro rico em detalhes e muita coisa para se refletir.
    Adorei a resenha e a dica do livro.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Não sou muito de ler livros desse gênero, de investigação policial. Mas por ser um escritp por alguém que de fato viveu isso, acho que leria sim. Se tem coisas pra fazer com que a gente pense, deve ser intrigante.
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Oi, Maria!
    Caramba, que livrão! Acabei de ler uma resenha de um livro que também fala de casos reais. Acho muito interessante poder saber mais como funcionam as coisas, conhecer o judiciário mais de perto. Melhor ainda quando os fatos são contados por alguém que trabalhou com isso durante tanto tempo.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  5. Hey, Maria!

    Apesar de adorar livros sobre investigação, por algum motivo eu não me interessei por esse.
    Talvez no futuro.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Me lembra um pouco o anatomia do mal, só que mais investigativo, adorei a premissa e a resenha, fiquei curiosa em ler.

    ResponderExcluir
  7. Oi Maria.
    O livro trata de um assunto muito interessante e extremamente atual, mas para ser sincera, não sei se o leria por conta do tamanho, que me assusta um pouco.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. achei super interessante e com certeza leria. acho que conhecer mais sobre uma época e vida diferente do ponto de vista de outra pessoa é bem interessante. como você disse que não há descrição detalhada eu acho que gostaria bastante. adorei a dica!

    ResponderExcluir
  9. Deve ser um leitura interessante ainda mais por passar a experiência do autor ao longo de sua carreira. Fora que ainda podemos conhecer sobre o sistema judiciário de outro país.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá, ainda não conhecia o livro mas é uma leitura que talvez eu fizesse, quando tivesse tempo. Achei interessante o autor dividir sua experiência com os leitores, e ainda mais por mostrar um pouco mais de Portugal e seus problemas, para que lembremos que não é só no Brasil que coisas do tipo acontecem. Lindas fotos!

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Primeiramente preciso elogiar pois suas fotos são lindas!Adoro colocar marcadores iguais a você e deu pra perceber que este livro tem várias coisas importantes a serem marcadas.
    Me interessei bastante pela leitura, principalmente por se tratar de um dos meus gêneros favoritos.
    Vou anotar a dica e pretendo ler em breve.
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
  12. Oie...
    Simplesmente AMEI sua resenha!
    Achei a premissa da obra bastante interessante, e inclusive, após ler seus comentários fiquei com vontade de ler! Encontrei vários aspectos na obra que geralmente me agradam, portanto, vou adicionálo nos desejados ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi, gostei muito da sua resenha. O livro parece ser muito bom. Parabéns.
    Beijos, Lorena

    amochilaliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Olá, mesmo não sendo o estilo de livros que eu geralmente leio eu fiquei curiosa para saber mais sobre o que o autor tem a contar sobre seu tempo na policia e os crimes que investigou *-* Dica anotada.

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  15. Adoro esses livos de investigações, um dos meus temas favoritos, e a resenha só me motivou mais, pretendo ler com certeza, é um gênero que me chama muito atenção. Beijos

    ResponderExcluir
  16. Já conhecia a editora Chiado, porém apenas os livros infantis. Gostei muito dessa resenha, é o tipo de livro que me atrai, só fiquei na dúvida quanto a escolha de diagramação, um livro dessa grossura e apenas 5 capítulos? Pareceu um pouco cansativo, apesar disso acredito que me arriscaria sim, a ler depois de dar uma folheada...

    Nara Dias
    Viagens de Papel

    ResponderExcluir
  17. Oii, não conhecia a obra, a trama parece ser ótima.
    Gosto demais do catálogo da Chiado!
    Só senti falta de uma parte falando um pouco sobre o autor

    ResponderExcluir
  18. Oie
    uau parece ser muito bom, quem sabe eu não tenha oportunidade, gosto desse tipo de livro, gosto de ler sobre crimes e tudo mais e esse parece bem completo pela grossura hahaa muito legal a sua resenha, boa dica

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá,
    Mesmo sendo um assunto bem interessante, não conseguiu despertar curiosidade em mim.
    Gostei de saber que mesmo por não acreditar em Deus e criticar a igreja, ele apresenta argumentos que justificam e são baseados em fatos.
    A capa é muito bonita e tenho certeza que quem gosta do gênero se deliciará com a leitura.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  20. "onde há homens, há problemas" ADOREI, acho que resume muito bem a situação atual não só do Brasil mas do mundo todo
    Gosto demais de ler casos de homicídio e acredito que curtiria muito essa leitura, em especial por o autor ser ateu e ter bons argumentos para "atacar" a Igreja
    É um livro enoooorme, mas eu acho que leria bem rapidinho!


    Duas Leitoras - no Top Comentarista de fevereiro você pode escolher entre 4 livros!

    ResponderExcluir
  21. hi dear,
    i'm a new follower of your cute blog, can you follow mine on my blog?
    https://amoriemeraviglie.blogspot.it/

    ResponderExcluir
  22. Amazing! These look like great reads for this time of year. Great share and read. Keep up the posts, loved checking out your blog.
    Margot

    ResponderExcluir

Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante para mim.
Não se esqueça de deixar o link de seu blog caso você tenha um, quero saber quem é você!


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©